Estudar no estrangeiro

A vida académica pode ir muito além dos livros e do portátil pode também incluir malas e passaporte! Todos os anos milhares de alunos partem numa aventura  ao trocarem o secundário ou universidade no seu país pelo estrangeiro e as experiências são, sobretudo, de enriquecimento pessoal. E se fosses estudar um ano para o estrangeiro?

Porquê o estrangeiro?

Não há nenhum ano escolar que passe, sem que milhares de alunos deixem o conforto das suas casas e o país que sempre conheceram para embarcar na aventura académica e pessoal que é estudar no estrangeiro. No entanto, antes de começares a fazer as malas, há que pensar bem nas vantagens e desvantagens de estudar no estrangeiro, o que pode parecer uma ideia muito gira no início, mas na prática, nem todas as pessoas se conseguem adaptar à vida noutro país, regressando muitos vezes antes de concluído o tempo de estadia previsto.

Vantagens

  • O prazer de viajar.
  • Conhecer uma nova cultura.
  • Aprender uma nova língua.
  • Fazer novos amigos.
  • Candidatar-te com um ou mais colegas.
  • A possibilidade de frequentar alguns dos melhores e mais conceituados estabelecimentos de ensino.
  • Conhecer e beneficiar de diferentes métodos e perspectivas de ensino.
  • Bolsas de estudo.
  • Uma mais-valia para o teu currículo e futura carreira profissional.
  • Vais poder ganhar independência e responsabilidade.
  • Vais aprender a desenrascares-te sozinho e a tomar conta de ti! Ter de tratar da tua roupa, alimentação e casa pode parecer uma desvantagem, mas em pouco tempo vais perceber que não há nada como ser auto-suficiente.
  • É uma experiência que provavelmente vai mudar a tua vida.
  • Terás recordações, memórias e lições de vida inesquecíveis.

Desvantagens

  • Vais ter que te habituar a outra cultura.
  • Se fores sozinho, o primeiro impacto e dias podem ser bastante difíceis.
  • Dificuldades de comunicação, principalmente numa primeira fase.
  • Dificuldade em estudar, principalmente se as aulas forem leccionadas numa língua que ainda estás a aprender.
  • Podes ter de lidar com situações difíceis e/ou pouco familiares.
  • Investimento avultado.
  • Saudades da família, amigos, animais de estimação e da tua comida preferida, para não falar da tua cama!
  • Podes não poder fazer visitas regulares a casa.
  • Provavelmente não podes levar todas as tuas coisas pessoais.

Programas

De entre os vários programas de estudo no estrangeiro, os mais populares são, sem dúvida, o Erasmus, Comenius, Sócrates, Leonardo da Vinci, Alban e Grundtvig. No site da Agência Nacional – Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, vais encontrar toda a informação que precisas para escolher a tua “nova” escola. Para uma experiência ainda mais colorida, porque não um ano a estudar, a trabalhar e a viver na Walt Disney World, em Florida, nos Estados Unidos? No que toca a destinos, o céu é o limite! Enquanto não decides, descobre as histórias de alguns estudantes que já foram e vieram: http://viagens.kazulo.com/2253/estudar-no-estrangeiro.htm.
Até amanhã!

8 comentários

  1. David
    • rogeriomoreira
  2. flavio
  3. João da cruz casimiro
  4. João da cruz casimiro
  5. Paula

Comentar o artigo

O nosso conteúdo é gratuito!

Disponibilizamos o nosso conteúdo gratuitamente, considere desativar o seu adblocker.

Refresh