MIT Portugal oferece 40 bolsas de doutoramento

“O programa MIT Portugal vai oferecer 40 bolsas de doutoramento para o ano lectivo de 2014/15, distribuídas por quatro áreas dos sistemas de engenharia: Bioengenharia, Líderes para Indústrias Tecnológicas, Sistemas Sustentáveis de Energia e Sistemas de Transportes. Os candidatos à bolsa podem inscrever-se online até às 17h de 15 de Abril.

 

As bolsas são financiadas pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, em parceria com o programaMIT Portugal, e o valor-base mensal de cada bolsa é de 980 euros em Portugal e de 1710 euros no exterior, já que existe a possibilidade de passar parte do projecto no Massachusetts Institute of Technology (MIT).

 

Quem se pode candidatar a estas bolsas? Cidadãos nacionais, ou de outros estados-membros da União Europeia (com residência permanente em Portugal), que tenham licenciatura ou mestrado nas áreas designadas pelo Programa MIT Portugal. Entre os parâmetros de avaliação dos bolseiros estão o mérito e a motivação (os candidatos têm de enviar uma carta de motivação). O domínio do inglês é também um critério de desempate: dá-se preferência aos candidatos que tiverem bons resultados no GRE General Test.

 

Um candidato a esta bolsa pode ter um percurso académico diversificado, mas independentemente da área que pretenda escolher existem critérios que o MIT Portugal privilegia. São fortes candidatos “pessoas que tenham facilidade de trabalho em ambientes multidisciplinares, com espírito de iniciativa e que possam no futuro contribuir para a dinamização do desenvolvimento económico e social em Portugal, quer através de projectos de investigação ou criação/ integração em empresas de base científico-tecnológicas”, explicou ao P3 Sílvia Castro, directora de comunicação do Programa MIT Portugal.

 

O Programa MIT Portugal resulta de uma colaboração entre Universidades, centros de investigação Portugueses, empresas e o Massachusetts Institute of Technology (MIT). As candidaturas têm aumentado ano após ano. Em 2013, foram 358 as candidaturas ao Programa MIT Portugal, 120 das quais de alunos estrangeiros.

 

O plano curricular de cada programa de doutoramento é pensado pelo corpo docente, constituído por professores das universidades portuguesas que fazem parte do consórcio (Universidade do Minho, Universidade do Porto, Universidade de Coimbra, Universidade Nova Lisboa, Universidade de Lisboa) e por professores de diferentes escolas do MIT.

 

Sílvia Castro explicou ao P3 como costuma funcionar o programa: “Durante o primeiro ano curricular de doutoramento, os alunos inscrevem-se numa das universidades portuguesas que fazem parte do consórcio, ficam familiarizados com as áreas de investigação de cada um dos programa e desenham um plano de tese para os próximos três anos, idealmente sob a supervisão dum Investigador numa instituição portuguesa e um investigador no MIT.”

 

O projecto pode funcionar em parte nos Estados Unidos, conforme o plano de trabalho de cada bolseiro. “Os estudantes têm a oportunidade de realizar parte do projeto de investigação no MIT ao abrigo dos programas de doutoramento, passando no MIT um período de um ano”, afirma Sílvia Castro ao P3.”

Notícia originalmente publicada no P3.

Comentar o artigo

O nosso conteúdo é gratuito!

Disponibilizamos o nosso conteúdo gratuitamente, considere desativar o seu adblocker.

Refresh