De um momento para o outro estás numa cidade diferente, a centenas de quilómetros dos teus pais, num apartamento novo que vais dividir com mais três pessoas que não conhecias, com aulas intensas e na companhia de uma turma que ainda mal conheces. Parece-te familiar este cenário? Dá vontade de fazer a mala e apanhar o primeiro comboio de regresso a casa… porém, isso nem sempre é possível, nem desejado, por isso aprende a lidar com as saudades sem desistir desta nova experiência.

Faz amigos novos

As universidades têm milhares de alunos, ou seja, milhares de possíveis novos amigos – descobre-os! Começa pela tua turma (nada como aproveitar os momentos de praxe para conhecer toda a gente!), sem esquecer os novos colegas de casa. Uma das grandes experiências de quem vai estudar para a universidade é, sem dúvida, a possibilidade de conhecer muitas pessoas novas, vindas de todos os pontos do país e até do estrangeiro. E sabes qual é a melhor parte? Estão todas na mesma situação que tu.

Organiza uma festa

Não há nada como organizar uma festa para deixar de pensar no bolo de chocolate da mãe e começar a fazer novos amigos! Combina uma noite com os teus colegas de casa onde cada um convida três ou quatro amigos da sua turma, respectivamente – peça a cada pessoa para trazer alguma coisa, decorem a casa a preceito, não se esqueçam da música e voilá, uma festa divertida e muitas novas amizades no final da noite.

Mantém os velhos amigos

Só porque agora estás na universidade e longe de casa não significa que deves esquecer os velhos amigos, aqueles que conheces desde a escola primária! Para além dos habituais telefonemas e sms (de graça, a cores e ao vivo se utilizares o Skype), podem manter-se em contacto via e-mail, Messenger, hi5, Facebook, Twitter ou até criarem um blog em conjunto… assim vão matando saudades e trocando impressões sobre esta nova fase das vossas vidas.

Convida um velho amigo para te visitar


Convidar alguém da tua cidade natal para vir passar um fim-de-semana contigo é um 2-em-1 perfeito: para além de matar saudades, vais poder servir de anfitrião, mostrando a tua nova casa e cidade, o melhor sítio para se comer bem e barato, as magníficas vistas e jardins… e quem diz a tua melhor amiga de infância, diz o teu irmão, primo ou namorada!

Sente-te em casa

Se não te sentires confortável no teu novo quarto ou apartamento, dificilmente te vais sentir em casa, o que vai tornar as saudades ainda mais difíceis de suportar. A solução? Decora o teu quarto com objectos familiares trazidos da casa dos teus pais (lençóis, mantas, almofadas…), com fotografias e outras peças decorativas das quais sentes falta. Para além disso, faz questão de conhecer todos os cantos ao teu campus o mais depressa possível, para te sentires menos perdido e mais integrado.

Não vás a casa

Pode parecer um contra-senso, ou seja, como é que vais matar as saudades de casa se não vais lá no próximo fim-de-semana? Vai ser difícil, mas ao ficares na cidade onde estudas, isso irá contribuir para a tua fase de adaptação e acabarás por te habituar a estar longe dos teus pais e irmãos mais depressa e mais facilmente. Para além disso, vais poder desfrutar do ambiente da cidade fora da tua rotina diária e maioritariamente estudantil.

Mantém-te ocupado

Quanto mais ocupado estiveres, menos tempo para saudades vais ter (as saudades vão estar sempre lá!). Se estiveres envolvido em actividades que gostas – para além de estudares, podes fazer parte de um clube de teatro ou de escrita criativa, juntar-te a uma equipa de basquetebol ou inscrever-te em aulas de russo – estarás mais aberto à nova fase na tua vida e a tudo aquilo que ela te possa trazer, mais adaptado, mais feliz.

Comunica essas saudades

Por mais independência que ganhamos ao ir estudar para fora, as saudades vão apertar e algumas serão mais fáceis de digerir do que outras. Para esses momentos mais complicados, não há nada como telefonar aos pais e aos irmãos para pôr a conversa em dia e perceber que eles também têm saudades tuas. Em alternativa, liga a uma velha amiga ou então vê se algum dos teus colegas de casa quer ir tomar café ou ver um filme. Se estiveres sozinho, porque não começar um diário ou um blog para exprimires o que sentes, ou então procurar uma comunidade online onde possas encontrar pessoas que estão a viver uma fase idêntica à tua.