Os 7 hábitos dos SEAL que podem ajudar qualquer estudante

A palavra hábito geralmente tem uma conotação negativa, mas adotar os hábitos certos leva a resultados muito positivos. Os SEALs são conhecidos por serem uma força de elite capaz de sobreviver às missões mais arriscadas. A razão do sucesso? Não admitem hábitos que possam colocar o grupo em risco. Se quer fazer parte, ou mesmo liderar, uma equipa de alto nível, inspire-se nos bons hábitos deles, enumerados pelo “Business Insider”.

Assumir que não sabe o suficiente

Ninguém sabe tudo, e quem está convencido do contrário torna-se perigoso numa força de elite e em qualquer grupo, porque perde o interesse em aprender e fica desatualizado e despreparado para enfrentar as situações. Nos SEALs aqueles que pensam que sabem tudo são excluídos. Só os que estão sempre a tentar aprender mais e a desenvolver novas competências é que ajudam o grupo a vencer. Se já está satisfeito com o que sabe não vai passar da média, e isso hoje vale muito pouco.

Dar atenção aos detalhes

É nos pormenores que está a diferença. Uma nota melhor consegue-se tentando ir além do que é esperado. Seja porque decide ler o livro que o professor recomendou ou ler uma tese de mestrado sobre o tema da pergunta de desenvolvimento. Não pergunte o que vai fazer hoje para ser mais bem -sucedido; pergunte simplesmente como vai fazê-lo.

Nunca se acomodar

Em missão nunca se pode estar confortável. É preciso estar sempre atento e pronto a sair da zona de conforto. Se fizer o mesmo diariamente, em cada nova tarefa, estará a superar os seus limites, a maximizar o seu potencial e a ter um impacte positivo nos que estão à sua volta.

Praticar a lealdade

Nunca aceite que este valor caiu em desuso. Mesmo que não o encontre em muitas das pessoas que conhece, não desista. Lealdade é liderar pelo exemplo, é não pedir aos outros mais daquilo que está disposto a dar, é mostrar aos que o rodeiam que podem contar sempre consigo e nunca deixar ninguém ‘pendurado’.

Colocar o interesse dos outros à frente dos seus

Levante-se todos os dias a pensar no que pode fazer para acrescentar valor à vida das pessoas que estão à sua volta – quer seja simplesmente oferecendo-se para preparar o pequeno-almoço ou para explicar uma parte da matéria àquele colega que está em dificuldades. O desafio é superar o medo que o seu companheiro de casa lhe peça ajuda para um trabalho… hoje à noite. Se tiver de ser, paciência. O mundo não acaba hoje!  

Ser reflexivo

As pessoas reflexivas passam muito tempo a analisar as situações. Mas pense numa forma mais útil de usar esse talento. A refletir sobre os erros, por exemplo, para evitar que eles lhe voltem a acontecer no futuro.

Primar pela organização

Há quem nasça assim e há os que se esforçam a vida inteira para o ser, muitas vezes sem nunca conseguir. Vai ter de encontrar o seu processo, porque a organização é fundamental para o sucesso. Há quem escreva as tarefas que já fez para as poder riscar de seguida, só pelo prazer da missão cumprida. Descubra o que funciona consigo.

2 comentários

  1. Gabriel
  2. MARIA VAZ

Comentar o artigo

O nosso conteúdo é gratuito!

Disponibilizamos o nosso conteúdo gratuitamente, considere desativar o seu adblocker.

Refresh