Homens e Mulheres são diferentes, ponto.

No Ser Estudante temos feito alguns artigos para ajudar os estudantes tanto na sua vida escolar como na sua vida mais lúdica e amorosa. Hoje vamos trazer um artigo que espero que o ajude a melhorar a vida amorosa, percebendo as diferenças entre Homens e Mulheres. Generalizando, os homens sempre tiveram e terão dificuldade em fazer mais do que uma coisa ao mesmo tempo e as mulheres são piores a estacionar. As diferenças existiram, o difícil é admiti-las.

AS DIFERENÇAS

Para elas, eles sempre serão mais egoístas, insensíveis, indiferentes, maus ouvintes, fracos em compaixão, pouco faladores, não dão amor suficiente, não se empenham tanto  numa relação, não conseguem fazer mais que uma coisa ao mesmo tempo e preferem sexo a “fazer amor”. Para eles, elas conduzem mal, têm falta de orientação, não sabem ler mapas, falam demasiado sem ser objetivas e têm pouca iniciativa no que diz respeito ao sexo.

Durante décadas, homens e mulheres têm lutado pela igualdade de direitos, querendo provar que ambos têm as mesmas capacidades, força e habilidades, e muito se tem conseguido provar. No entanto, vários investigadores e estudiosos nesta matéria têm, cada vez mais, percebido que existem algo que não conseguem contrariar que é o facto de o homem e a mulher serem realmente diferentes, não só mental como fisicamente. Essa diferença não tem que distinguir um mau e um bom, um mais e outro menos capaz, considerando que se tem que apenas aceitar que as diferenças existem.

“Porque é que os homens e mulheres entendem-se?”, ora cá está uma boa questão. Esta questão mantém-se e algumas respostas têm surgido também através de obras literárias, de autores que se preocupam em encontrar respostas para essas questões. “Lembram e as Mulheres Nunca se Esquecem” é o nome de um livro que aborda exatamente esta temática, escrito por Marianne J.Legato, que tenta encontrar diferenças biológicas e comportamentais que expliquem que os cérebros masculino e feminino são química e estruturalmente diferentes e que são diferenças que modelam toda a nossa perceção.

Por exemplo, a melhor retenção da memória feminina é explicada pela quantidade de estrogénio que ativa mais células nervosas, podendo explicar a essência das discussões entre homem e mulher, onde a mulher fala, fala, fala e o homem, a certa altura, costuma perguntar “do que é estás a falar?”. Alguns investigadores até descobriram que quanto maior nível de testosterona nos homens, menor é a sua capacidade verbal.

The Pink Mafia
Creative Commons License Photo Credit: Andrew Becraft 

OUTRAS DIFERENÇAS

“Porque é que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?” e “Porque é que os homens nunca ouvem nada e as mulheres não sabem ler mapas?” são mais duas obras de dois escritores, Barbara e Alla Pease, especialistas em linguagem verbal e não verbal e que estudam as diferenças entre géneros. Para os autores, as disparidades surgem logo num simples diálogo. Enquanto uma mulher pode reproduzir cerca de vinte mil sinais, 8 mil palavras, 10 mil sons e 9 mil gestos e expressões faciais, os homens usam apenas 7 mil. O sexo feminino expressa e verbaliza muito mais as emoções e problemas, o homem contém-se mais, preferindo ficar calado para encontrar uma solução, acabando por ser mais objetivo e conciso quando decide pronunciar-se.

Outra questão que revela a diferença entre o homem e a mulher é a teoria de que eles não estão capacitados para fazer mais que uma tarefa ao mesmo tempo. A Ciência mostra mesmo que eles funcionam ao ritmo de um mandamento de cada vez. Estas são as diferenças que podem provar muitas discussões numa relação.

O sentido de humor é outra característica que é usada de forma diferente. Para os homens, o sentido de humor é usado com uma ferramenta de sedução para se exibirem em frente a um grupo de amigos ou amigas. Já as mulheres que usem o humor nesse mesmo sentido são, em geral, consideradas com potenciais amigas e não para um eventual relacionamento. O elevado sentido de humor numa mulher surge, para os homens muitas vezes, como uma ameaça ao seu destaque numa sociedade.

Chris & Jessica Engagement - Falling
Creative Commons License Photo Credit: Jeremy Blanchard

O estudo “O que querem as mulheres?”, realizado em 2011, pela consultora norte-americana Strategy, revelou que as mulheres também mudaram em relação ao sexo e “88% das portuguesas sente-se realizada sexualmente e 81% afirma ter relações mais do que uma vez por semana”. Hoje em dia elas estão mais exigentes e eles mais inseguros. Ainda em relação a este tema, Marta Crawford, séxolga portuguesa, admitiu, ao jornal Expresso, que as mulheres gostam mais de surpresas do que os homens e “a diferença significativa entre os sexos é que o homem satisfaz-se mais facilmente com o que a mulher dá e a mulher pode não ficar satisfeita com o que recebe”. ” A mulher precisa da confirmação de que, depois do sexo, o parceiro continuar a gostar dela. O abraço e o dormir em concha é um sinal de que os dois estão em sintonia”, admitiu a especialista. E, por outro lado, os homens têm mais receios no que diz respeito à sua habilidade para dar prazer.

Por fim, podemos concluir que tanto o homem como a mulher tem defeitos e é isso que nos faz perfeitos uns em relação a outros.

 

1 comentário

  1. Gilberto Cardoso

Comentar o artigo

O nosso conteúdo é gratuito!

Disponibilizamos o nosso conteúdo gratuitamente, considere desativar o seu adblocker.

Refresh